Amparo realiza 1º Fórum de Combate à Violência contra a Mulher

Nos dias 29 e 30 de novembro, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania realizará, por meio do Departamento de Direitos Humanos e Inclusão Social, e em parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (Creas), o 1º Fórum de Combate à Violência contra a Mulher. Os encontros acontecerão no auditório do Centro Universitário Amparense (Unifia), das 19h às 22h e são abertos ao público.

Nos dois dias de evento, serão debatidos assuntos relacionados ao direito das mulheres frente à violência e de que forma as políticas públicas podem acolher e empoderar mulheres nessas condições.

Na terça-feira, dia 29, o Fórum recebe a advogada Thaís Cremasco, de Campinas, que atua pela emancipação das mulheres sobre a luz do Direito. Ela fará um recorte histórico sobre a conquista dos direitos das mulheres, abordando a necessidade da sua permanente garantia. Thaís também é pós-graduada em Direito do Trabalho e Previdenciário; conselheira estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SP); cofundadora do Coletivo Mulheres pela Justiça; presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas de Campinas (AATC); presidente da Comissão de Relações Internacionais da Associação Brasileiras de Advocacia Trabalhista (ABRAT); e membro da Associação Americana de Juristas (AAJ).

No mesmo dia será exibido o curta-metragem “Não as Matem!”, produzido pelo grupo Bando Preto, núcleo cênico da Cia. Lázara de Teatro de Amparo, e cedido ao Fórum para apresentação única. O curta é uma dramatização audiovisual da crônica de Lima Barreto, de mesmo nome.

Na quarta-feira, dia 30, o evento contará com a participação das psicólogas Thais Tescarolli Cunha dos Santos e Sabrina Galvão Figueiredo, do Creas. As servidoras apresentarão as tipologias das violências enfrentadas pelas mulheres; estatísticas municipais de casos; rede de apoio e de atendimento; canais de acesso; e quais políticas públicas desenvolvidas pelo Poder Público podem ser acessadas por mulheres nessa situação.

Na sequência, a presidente da Comissão de Apoio às Vítimas de Violência Doméstica, Familiar e Sexual da OAB de Amparo, Daniela Tadeu do Amaral, abordará as legislações que garantem os direitos das mulheres, os crimes, as violações e as sanções aplicáveis a cada caso.

Ao fim das exposições será composta a mesa de autoridades das áreas de saúde, justiça, assistência social, planejamento e segurança pública para discutir políticas públicas voltadas aos direitos das mulheres. Toda a comunidade está convidada a participar do encontro e propor sugestões ou questionamentos.

O evento é gratuito, mas interessados em participar devem se inscrever neste formulário: https://tinyurl.com/bdfvbjdz